cozinha de pensamentos

::.. Escrever é um ócio trabalhoso ..:: -- Goethe

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Mudando do assunto cadeirantes para gordos...

A "caridosa" Rede Globo, volta e meia, gosta de acreditar que acrescenta a sociedade. A novela "Viver a Vida" (que titulo de impacto, hein) tem levantado questoes tais quais como as dificuldades que os cadeirantes enfrentam para se sentirem integrados a sociedade. Causa mais do que importante, pois muito ainda precisa mudar no pais e na cabeca dos brasileiros sobre a realidade dos cadeirantes e quaisquer outros que tenham necessidades especiais.

No entanto, a novela destaca a filhinha preferida, de familia riquissima, que tem ao seu alcance todos os recursos de tratamento e terapia disponiveis, alem de confortos necessarios para uma vida perfeita, quase independente de cadeirante. Eh esta a realidade do pais? Podem os brasileiros comuns contar com os mesmos recursos pela rede publica de saude? Uma visao mais realista destas questoes deveriam estar na novela.

3.jpg

E daih, advinha, a ATRIZ recebe o premio como uma das personalidades que fizeram do mundo um lugar melhor por seu PAPEL na novela. Nao entendam que a desmereco em sua profissao. Aline Moraes tem seu merito de excelente atriz reconhecido e merecido. Mas pera la, ela fez do Brasil um pais melhor?!?!

Entao aqui vai minha tentativa de levantar uma bandeira tambem. Quem sabe ao fim deste post, farei do Brasil um pais melhor tambem. Eu me conformo em nao receber premio algum. Bastaria ter assentos apropriados para quem nao esta no peso medio em onibus, avioes e quaisquer outros transportes publicos. Fazer compras seria de fato um prazer se pudesse encontrar roupas de bom corte no meu tamanho e nao ficasse embaracada ao perguntar sobre uma roupa e a atendente dizer que pro meu tamanho nao tem (sem sequer eu ter perguntado). Lojas de roupas para gordos parecem achar graca mostrar modelos de vestidos que parecem ter sido feito do aproveitamento da cortina da cozinha. Ou ainda cortes retos que nao valorizam quaisquer curvas das gordinhas. Quando a gente encontra, o peso eh exorbitante!!! Nao me venham dizer que eh porque gasta mais tecido, pq roupas de criancas e bebes tb sao sem nocao!

Voce aih magrinho ou de peso mediano nao pensaria nas inumeras situacoes desconfortaveis que um gordo passa. Jantando com amigas, quando a sobremesa chega, o garcom sempre entrega pra mim, sendo que raramente como doces e nao era meu o pedido. Quando o gordo pede refrigerante, logo perguntam se eh 'light'. Pra contrariar, sempre peco da 'normal'.

Numa super viagem a Canoa Quebrada - CE, deixei de fazer o esqui-bunda por medo de algum desastre acontecer por meu excesso de peso. Numa viagem pela Air France de 12 horas, meu quadril saiu totalmente dolorido pq mal cabia no assento.

O gordo nao sofre com a indiferenca da sociedade somente. O gordo tambem se olha no espelho e tem consciencia dos riscos para a saude. O gordo tem que todo dia tentar encontrar uma solucao pra nao destacar o excesso com as roupas do dia-a-dia. Ou ao menos nao se "sentir" exposto. O gordo tambem quer se sentir atraente e assiste a mesma lavagem cerebral da tv e moda mundial.

Eu nao estou advogando sobre a gordura ou sobrepeso. Mas ser gordo eh um 'estado', nao uma escolha de vida. Em outras palavras, quem eh gordo, um dia desejara e conseguira eliminar o sobrepeso. No entanto, enquanto isso nao acontece, o gordo namora, viaja, come, bebe e se veste como qualquer outra pessoa.

Eu sou gordinha, faco piada de gordinhos (contanto que nao ofenda a outro), mas nao tolero toda essa indiferenca silenciosa. Muito dificil lidar e cuidar da auto-estima quando varias forcas empurram no sentido contrario. Eu fico feliz de ver movimentos, ainda que sutis, neste quesito. Modelos plus-size, revistas que publicam fotos de mulheres de verdade (revista americana Glamour, set/2009) - segue aqui postada - e blogs, como das super-poderosas MULHERAO.

Finalmente uma mulher de verdade, numa revista - e pasmem, eh modelo plus size!

Pessoal, a Globo bem que tenta, mas queria ver eles comprarem esse tipo de briga e mudar o padrao das "beldades" rechonchudas, que ate o momento soh servem pra fazer papeis comicos. Fica aqui minha bandeira firmemente plantada em solo nacional, verberante e esperancosa.